Câmara recebe projeto que visa contratação temporária de médicos para Jacareí

Tramita em regime de urgência na Câmara Municipal o projeto de lei de autoria do prefeito Izaias Santana, que visa autorizar a Prefeitura Municipal a contratar, de forma temporária, médicos generalistas para suprir vagas existentes e não preenchidas pelo Programa Mais Médicos, em Jacareí.

O projeto já recebeu pareceres favoráveis da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e da Comissão de Saúde e Assistência Social (CSAS). De acordo com o líder do Governo, vereador Edgard Sasaki (DEM), a votação deve ocorrer em 28 de abril, na 9ª Sessão Ordinária do ano.

A proposta estipula aos profissionais a carga semanal de 40 horas e os preenchimentos são direcionados às Equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF).

Os contratos terão vigência de seis meses, podendo ser prorrogados sucessivamente, desde que não exceda o limite de dois anos, e o valor dos vencimentos será idêntico ao da bolsa-formação do Programa Mais Médicos.

De acordo com Izaias, Jacareí tem habilitadas 44 Equipes de Estratégia de Saúde da Família aptas ao Programa Mais Médicos, o que aponta a necessidade de 44 médicos generalistas.

“As vagas de médicos generalistas deveriam ser preenchidas através do suprimento de profissionais pelo Governo Federal. Porém, em 2018 houve a rescisão do acordo entre a Organização Pan-Americana de Saúde, Organização Mundial da Saúde e Ministério da Saúde, o que culminou no desligamento de 43 médicos intercambistas cubanos de Jacareí”, justificou Izaias.

Segundo o escopo do projeto, a quantidade de vagas será a diferença entre as 44 vagas habilitadas para as Equipes de Estratégia das Saúde da Família e a quantidade das vagas preenchidas pelo Ministério da Saúde, através do Programa Mais Médicos.

“A medida tem caráter excepcional e está condicionada ao recebimento de novos médicos por parte do Governo federal, o que se não ocorrer até final de 2021 serão analisadas outras medidas, como, por exemplo, a criação do Programa Mais Médicos Municipal, conforme já ocorre no município de Campinas-SP”, ressaltou o prefeito.

Por tramitar em regime de urgência, o projeto obrigatoriamente deverá ser discutido até a data de 4 de maio.

Atualizado no dia 21 de abril,  às 7h.
Recomendar para um amigo
  • gplus
  • pinterest

Ao visitar, ler, ou interagir com os recursos disponibilizados neste site, você está aceitando todas as condições mencionadas neste Termos de Uso, com destaque para as seguintes condições gerais:

  • Não saia muito do tema do tópico.
  • Não publique SPAM, visível ou mascarado.
  • Não ofenda ninguém, nem faça comentários preconceituosos ou racistas.
  • Seja educado.

Deixe um comentário